ARTIGO: 10 passos para ser eleito em 2016!

Por Marcello Barbosa*

2016 é um ano eleitoral, a população vai eleger quem vai cuidar de sua cidade pelos próximos quatro anos, serão eleitos Prefeitos (as) e Vereadores (as). Para os candidatos que almejam serem eleitos a disputa eleitoral já começou e já estão em plena pré campanha, afinal com a nova legislação eleitoral  a campanha deste ano será de apenas 45 dias. Para isso é necessário que o (a) candidato (a) tenha uma boa estratégia traçada planeje seus passos e ações e tenha uma boa orientação.

Para isso apresento 10 passos fundamentais para uma candidatura vitoriosa:

1 – Seja autêntico. O eleitor não gosta de candidato falso!

2 – Deixe claro que é candidato e que precisa de votos. Muitos candidatos têm vergonha de pedir votos diretamente, sendo que isso pode garantir sua cadeira como Prefeito ou Vereador. Outro erro constante é esquecer de avisar a todos seus amigos, conhecidos e parentes que é candidato. Por isso é importante planejar uma estratégia de comunicação que todos saibam de sua candidatura.

3 – Entenda as necessidades da população. Se você deseja ser político saiba que você será um servidor da população, ou seja, você deve ouvir o eleitor para formular sua proposta. Com a proposta formulada e uma boa equipe de marketing você decola e será eleito.

4 – Tenha uma mensagem/proposta clara, direta e repetitiva. O eleitor deseja ouvi-lo, mas ele precisa ouvi-lo e entendê-lo. Isso significa que para ter êxito na disputa eleitoral você deve ter uma mensagem clara, fácil de compreender, direta que não enrole o eleitor com coisas subjetivas ou padrões e repetitiva, pois todos devem saber que determinada mensagem é sua.

5 – Forme uma equipe. Candidato sozinho não sai do lugar. Construa sua candidatura com uma equipe sólida e comprometida, seja o motivador dela e seja eleito! O êxito da equipe depende do candidato, de sua motivação constante e divisão de tarefas. Tenha um coordenador, um responsável por agendas, um bom contador, um bom advogado e uma equipe profissional de comunicação.

6 – Planeje e seja profissional. Se um dia você acordar as 10h e não tiver uma agenda formada, saiba que algo está errado. O candidato vitorioso será aquele que tratar sua candidatura com planejamento diário, profissionalismo e estratégia. É muito importante que o candidato seja acompanhado por uma grande massa de voluntários e colaboradores de sua campanha, mas não se pode esquecer de contratar profissionais especializados. Não esqueça prazos, tenha um calendário de atividades bem definido, siga corretamente a legislação eleitoral e crie um bom planejamento de comunicação.

7 – Tenha foco. Não cometa o erro do candidato dos “braços longos”, que quer abraçar a cidade inteira mas as pernas são curtas para tudo isso. Foque em determinadas regiões e segmentos e trace a repetição de sua estratégia de comunicação nesses locais. Em 45 dias você não vai conseguir visitar mais de uma vez todos os cantos da cidade, isso te enfraquece e fortalece seu concorrente.

8 – Não seja o candidato da culpa. Se a campanha vai mal, não culpe seu concorrente, não culpe seus apoiadores e jamais culpe o eleitor. Faça uma reflexão com sua coordenação de campanha e corrija os erros que estão dificultando o bom funcionamento da campanha. Imagine que sua campanha seja uma empresa que dure 45 dias. Você precisa fazer essa empresa decolar ou vai à falência. Por isso os problemas que surgirem no decorrer da campanha devem ser sanados imediatamente. Um profissional de comunicação pode ser de grande ajuda na solução de crises.

9 – Use ferramentas tecnológicas. Use, abuse, explore e seja criativo com a tecnologia atual. Não seja um candidato “tic tac”, relógio de parede, seja um candidato smartphone, digital, ágil, multi-uso, rápido, inserido nas redes sociais, tenha um bom site de campanha, dialogue com as pessoas, cuide da sua imagem e sua proposta. Não cometa o erro de apenas ter o Facebook, o Twitter, o Instagram, mas tenha as redes sociais e saiba utilizá-las para converter seguidores em votos.

10 – Seja o candidato que o povo deseja votar. Pode parecer uma frase vazia, ou sensacionalista, mas sua campanha tem que girar em torno dessa frase como prioridade máxima! Seja um bom candidato, seja o candidato que as pessoas se sintam representadas e não seja o representante de si próprio. Essa frase resume tudo o que escrevi neste texto. O candidato que  o povo deseja votar é aquele inspirador, que transmite sinceridade pelo olhar e passa garantia de dias melhores com sua mensagem, é aquele que independente de sua formação escolar, profissão, religião ou local de moradia, consegue cativar, convencer e ser um exemplo. Com sua equipe de campanha, em especial sua equipe de marketing, monte a estratégia de se promover, mostrando sua biografia, seus feitos e principalmente, mostre soluções reais para os problemas cotidianos da população.

*Marcello Barbosa é Jornalista e Consultor em Marketing Político e Eleitoral.

**Texto publicado originalmente no Portal Êxito especializado em Marketing Político e Eleitoral.


Comentários no Facebook