Empresários de Ferraz de Vasconcelos conhecem linhas de crédito do Desenvolve SP

Com o objetivo de disponibilizar variadas ferramentas de manutenção e desenvolvimento para as indústrias da cidade, a Secretaria de Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia de Ferraz de Vasconcelos, em parceria com a Associação Comercial e Industrial do município (Acifv), promoveu nesta quinta-feira (29 de junho) o “1º Workshop do Desenvolve SP”, programa da Agência de Desenvolvimento Paulista, pertencente a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação que oferece linhas de crédito a empresários.

A palestra, que marcou a primeira ação da aliança firmada recentemente entre a pasta municipal e o Desenvolve SP, foi realizada no anfiteatro da Prefeitura, na Vila Romanópolis, pelo gerente de negócios e operações do programa, Mauro Miranda. Na ocasião, os mais de 30 industriais puderam conhecer as variadas linhas de crédito que o projeto oferece à empresas de qualquer porte.

Na explanação, Miranda ainda explicou que a quantia que pode ser financiada e o prazo a ser utilizado depende da necessidade de cada empresa, mas sempre visando a inovação, pois foi para isso que o programa foi criado. “As linhas de crédito podem chegar a casa dos milhões e financiam toda cadeia de inovação dentro a empresa: pesquisa, protótipos, lote pioneiro, lançamento do produto em eventos e ainda engloba a mão de obra, materiais, treinamentos, etc. Esses aspectos entram em inovações relacionadas a produtos, processos, serviços, marketing, entre outros”, afirma.

O secretário municipal de Indústria e Comércio, Pedro Elias Bou Assi, destacou que os empresários aproveitem a oportunidade e usufruam dos serviços que o programa oferece para crescerem junto ao município. “As linhas de créditos têm pisos e tetos específicos para qualquer que seja a necessidade ou ideia que surja dentro da empresa. Ressalto que é necessário a escritura da indústria para que o financiamento possa ser solicitado, inclusive a Secretaria de Indústria tem auxiliado as empresas da cidade também nesta questão”, disse Bou Assi.

O final do workshop foi dedicado ao esclarecimento de dúvidas e também a abertura de linhas de créditos para os interessados. O empresário que não esteve presente no evento, pode solicitar seu financiamento e ter mais informações na Secretaria de Indústria e Comércio, localizada na Rua Pedro Foschini, 200, na Vila Romanópolis, ou pelo telefone 4674-7843.

Também compareceram na oportunidade, além da equipa da pasta, o presidente da Acifv, Daniel Balke.

Parceria

No mês passado, a equipe da Secretaria de Indústria e Comércio de Ferraz se reuniu com a gerente do Desenvolve SP, Magali Tacla Michelutti, para conhecer mais sobre o programa e agilizar a parceria. O titular da pasta, Pedro Elias Bou Assi, afirma que é imprescindível buscar todas as ferramentas e aparatos para apoiar o industrial ferrazense, não só para ajudá-los neste momento de crise que assola o país, mas também para desenvolver e fomentar a economia local.

“A exemplo das outras parcerias que já temos, como com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas) e o Via Rápida, queremos oferecer alternativas criativas e eficazes para os empresários da cidade. Seguindo as diretrizes da gestão Zé Biruta (José Carlos Fernandes Chacon), não mediremos esforços, no que incube a Secretaria de Indústria, para mudar a realidade do nosso município. A Prefeitura está de portas abertas para ajudar no que for possível no crescimento das empresas e no avanço do negócio do empreendedor ferrazense”, concluiu.

O Desenvolve SP

O programa, criado em 2009, é da Agência de Desenvolvimento Paulista, pertencente a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia. Em seus anos de funcionamento, já desembolsou mais de R$ 2,4 bilhões em mais de 3,3 mil operações.

O maior acionista é o próprio Estado é o objetivo é financiar iniciativas inovadoras dentro de pequenas e médias empresas, apesar de grandes empresas também podem solicitar linhas de créditos. Os serviços que o programa oferece são para o setor privado, mas a parceria com as prefeituras municipais também é realizada. Vale lembrar que para negociar algum financiamento no programa, a empresa deve estar regularizada.

TEXTO: Leticia Riente
FOTOS: Aurélio Alves / Secom Ferraz


Comentários no Facebook