Prefeitura captura sagui no centro de Suzano

Uma operação conjunta entre agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), que integram o Grupo de Proteção Ambiental (GPA) da Prefeitura de Suzano-SP, e da Defesa Civil terminou com a captura de um sagui-do-tufo-preto, na malha central da cidade. O animal silvestre estava acuado na marquise de um prédio, na altura do número 800 da rua General Francisco Glicério. Após o resgate, os servidores libertaram o primata numa área de mata nativa no distrito de Palmeiras, região sul do município.

De acordo com o secretário de Segurança Cidadã de Suzano, Fátimo Rodrigues, uma equipe do GPA foi solicitada a comparecer ao endereço na manhã de segunda-feira (17 de julho), a fim de verificar a presença de um animal que se assemelhava a um “pequeno macaco”.

Diante dos fatos, os servidores armaram uma escada até a marquise onde o mamífero estava. Com o uso de uma gaiola, os guardas conseguiram deter o sagui com segurança. O animal (macho), então, foi encaminhado para avaliação.

Um dos fatores que leva animais selvagens a invadirem residências é a ocupação do homem em seus habitats naturais – situação que interfere nas áreas de alimentação, de residência e de acasalamento. Especialistas ambientais recomendam o acionamento imediato das autoridades competentes, como a Polícia Militar Ambiental, habilitada para acolhimento e tratamento, em caso de identificação de presença de espécies.

O sagui-de-tufo-preto é nativo das matas brasileiras. O animal é encontrado geralmente entre o sul do Maranhão e o cone leste paulista, bem como na região do Pantanal mato-grossense. O primata vive em pequenos grupos, formados por até 15 integrantes. Sua dieta natural consiste em seiva de árvores, de frutas e de insetos, chegando a alimentar-se em casos extremos de ovos, de pequenos artrópodes e de pequenas aves no ambiente silvestre.


Comentários no Facebook