Prefeitura decide não realizar o “Guararema Cidade Natal” 2016

Buscando diminuir os impactos da crise econômica que o país enfrenta e as consequências em longo prazo absorvidas pelas administrações municipais e tomando como prioridade os investimentos nas áreas de Saúde, Segurança, Social, Transportes e Infraestrutura, a Prefeitura Municipal de Guararema, após realizações de estudos de avaliação de impacto econômico e de entraves técnicos, optou por não realizar o evento “Guararema Cidade Natal” de 2016.

A decisão anunciada pelo prefeito Adriano Leite vai ao encontro com as demais medidas de contenção de gastos que vêm sendo tomadas ao longo do ano como, o reforço na controladoria com foco na redução de despesas fixas da Prefeitura como água, luz, telefone e combustível; a revisão de contratos; o contingenciamento de 25% do orçamento; o cancelamento de eventos como o “Parateí Fest” e o “Guararema Fest Show” e o estudo de reforma administrativa para enxugar a estrutura de cargos.

Em meio à crise, o prefeito estabeleceu como prioridade os serviços e atendimento à população de Guararema, focando no aumento da subvenção à Santa Casa; no aumento da subvenção ao Lar dos Velhinhos; na expansão das câmeras monitoramento; em melhorias no transporte público como renovação da frota e revisão das linhas e horários e no investimento em ações para conter enchentes no município.

“Os índices nacionais como desaceleração da indústria, alta no desemprego, queda no PIB , entre outros, são desfavoráveis e influenciam diretamente nas administrações municipais que sofrem com a queda na receita. Em Guararema não é diferente e diante deste cenário entendemos que este é o momento para intensificar as medidas de contenção de despesas visando à saúde fiscal do município e priorizarmos as áreas essenciais para a população”, disse o prefeito.

O prefeito enfatizou ainda que a administração fez todo esforço para manter a realização do evento neste ano, buscando alternativas parcerias, mas diante dos reflexos da crise a decisão mais prudente, tomada em conjunto com a equipe, foi o cancelamento para este ano. “O programa Guararema Cidade Natal continua e deve passar por uma reformulação para viabilizar um ponto de equilíbrio econômico até que ele se torne autossustentável”, disse.

Como principal prioridade a Santa Casa de Misericórdia de Guararema, que passa por sérias dificuldades e atende a oito mil pessoas por mês, terá uma subvenção extra de R$ 1.850.000,00 (1 milhão 850 mil), nos próximos dias, para que a entidade possa manter o funcionamento e arcar com as despesas do fim de ano. Para 2017 a subvenção também será ampliada passando dos atuais R$ 740 mil mensais para aproximadamente R$850 mil por mês.

“A Santa Casa é a nossa referência em Saúde e o primeiro atendimento de emergência de toda população, mantê-la em pleno funcionamento com qualidade é prioridade para a administração”, reforçou o prefeito.


Comentários no Facebook